1ª Mostra de produção audiovisual paraense: cinema, música e teatro

Nesta segunda-feira, 8, às 18h no Cine Líbero Luxardo, na Fundação Cultural do Pará (Centur), por meio do projeto "Janelas", acontece a "1ª mostra de produção audiovisual paraense: cinema, música e teatro", idealizada pela jornalista, atriz e produtora cultural, Emanuele Corrêa com a participação especial da cineasta e roteirista paraense Isadora Lis, cursando na Escuela Internacional de Cine y Televisión de Cuba; do artista e diretor criativo Yuri Wariss, da SWAM Studios e do diretor teatral, Tiago de Pinho, da Casa de Artes Tiago de Pinho.

A mostra terá exibição de nove produções audiovisuais, filmadas em Belém do Pará e em San Antonio de Los Baños, em Cuba. Ao final, os convidados participarão de um bate- papo com o público sobre as produções. “O audiovisual se tornou indispensável e aliado dos fazedores de cultura, principalmente, na pandemia. As várias linguagens artísticas incorporaram este universo e foram exibindo seus trabalhos no Youtube, por exemplo. Mesmo com a volta ao presencial, acredito que é um recurso que continuará sendo utilizado cada vez mais, e é importante essa integração das linguagens”, disse Emanuele.



Para Isadora Lis, tanto Belém, quanto Cuba têm seus desafios a serem superados no fazer audiovisual, seja pelo acesso aos equipamentos técnicos ou encontrar as locações ideais para a história. “Com tudo que aprendi e sigo aprendendo na EICTV, espero enriquecer meu olhar técnico para escrever, dirigir e produzir projetos que cada vez mais proporcionem identificação com nossas narrativas paraenses e nortistas como um todo”, declarou.

Questionada sobre o que o público pode esperar dessa mostra, ela diz que: “O videoclipe e os curtas têm tons e propostas bem diferentes entre si. Espero que proporcionem não só entretenimento a quem assistir, mas também diálogos sobre temas que lhes tocarem”, arguiu.

Yuri Wariss conta que produzir em Belém é desafiador, pois ao mesmo tempo que existe um sentimento de liberdade, ainda estão construindo os caminhos do que escolheram fazer. “É sobre descobertas e validações. Em 2018 eu e minhas sociais fundamos a SWAM Studios, com objetivo de trabalhar com teatro musical, mas aos poucos muitos caminhos se abriram para que nós trabalhássemos com música pop, que também é uma das nossas grandes paixões. Hoje temos 3 artistas assinados: eu, Bella e o Yuri Avelar, todos são performers e compositores”, destacou os artistas que terão os clipes exibidos na mostra.

Yuri acredita que é uma excelente oportunidade, já que muitas pessoas só conhecem o produto final e, é importante, dar destaque ao processo. “Acho que conversar sobre os bastidores e o que se passa e se passou por traz daqueles poucos minutos de tela é fantástico, pois inspira, esclarece e de certa forma educa quem busca saber mais sobre o assunto. Fora que ver seu trabalho em uma sala de cinema tão importante é um privilégio enorme”, concluiu.



Tiago de Pinho falou sobre os desafios da adaptação do teatro no palco, para o audiovisual. “Montamos uma força-tarefa, com Lidia e Giovanna Marçal, Bel Lobato, Thiago Fernandes e levamos o elenco para o estúdio, para garantir a qualidade musical, reunimos com o filmmaker Vinicius Fleury para a gravação no teatro. Não foi fácil, mas o resultado foi satisfatório”, declarou.

“Gravamos os números musicais de ‘Os Miseráveis’ e ‘Pra quem é Addams’ gravamos na integra, resultado das nossas turmas de teatro. O audiovisual é o futuro e presente. O teatro é uma arte milenar que se reinventa, ele é mutável. Existe um mercado e podemos atingir o público”, finalizou.

João Cirilo, técnico em gestão cultural do Cine Líbero Luxardo relembrou que o projeto Janelas foi criado em 2010 e, desde o retorno às atividades presenciais, a procura tem aumentado. “A procura por pautas teve um aumento bem significativo, resultando em produtos de excelente qualidade, o que demonstra o quanto nossa produção audiovisual vem amadurecendo. Para nós do Cine Líbero Luxardo, no momento, a única sala de cinema pública em atividade na capital paraense, é uma honra ajudar de alguma forma a dar visibilidade ao que é produzido em nosso estado”, concluiu.



Serviço: 1ª Mostra de produção audiovisual paraense: cinema, música e teatro Programação: exibição de curtas, clipes e números musicais.

Bate-papo: Isadora Lis (roteirista), Yuri Wariss (diretor criativo) e Tiago de Pinho (diretor teatral, com mediação de Emanuele Corrêa (jornalista, atriz e produtora cultural)

Data: 08/08 (segunda-feira)

Hora: 18h (chegar com 30 minutos de antecedência)

Local: Cine Líbero Luxardo, (Centur)

Entrada: franca

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square