top of page

Artistas de Belém levam espetáculo de palhaçaria para São Paulo

Em Des/criativo, espetáculo para todas as idades do Coletivo Cultural Achados e Perdidos, que chega à São Paulo para uma temporada de 16 a 31 de março, sábado e domingo, às 16h, no Teatro Alfredo Mesquita, o público é estimulado a questionar a verdadeira singularidade de suas expressões criativas. Escrito e protagonizado por Kevin Braga, o palhaço 2 de Paus, o solo com direção de Lírio do Pará, aborda a criatividade sob a perspectiva única da palhaçaria.

 



Durante toda a temporada, que acontece durante o mês da Páscoa, os ingressos para as sessões de Des/criativo podem ser trocados por uma caixa de bombons. Os itens arrecadados serão doados para instituições de cuidados com a infância e juventude.

 

Des/criativo mergulha no universo dos palhaços da região norte do Brasil e é centrado nos 17 anos de trajetória do palhaço 2 de Paus. Para Kevin Braga, a montagem, que traz referências de Belém, sua cidade natal, desafia as convenções, unindo humor e crítica social de forma única. “O espetáculo nasce logo após a pandemia quando me deparei com um edital que determinava um produto cultural inédito. Eu tinha acabado de estrear um espetáculo digital e já precisava usar toda a criatividade para conceber mais uma montagem”, explica ele.

 



Crítica bem-humorada à crescente pressão por originalidade no mercado cultural brasileiro, Des/criativo proporciona momentos divertidos e provocativos, incentivando a reflexão sobre o tema. No palco, o palhaço 2 de Paus conta sua história e sempre em interação com a plateia questiona o que é ser criativo por meio de esquetes clássicas da palhaçaria. “Além dos números tradicionais de palhaços, danço, faço dublagens e uma cena super divertida com bolhas de sabão. A ideia é sempre atingir o público de forma inesperada”, se diverte Kevin, que também assina a visualidade, incluindo figurino, maquiagem e cenografia.

 

Palhaço com referências da Amazônia

Em sua primeira direção na linguagem circense, Lírio do Pará, que acabou de ser selecionada para a Escola Livre de Palhaço (Eslipa), no Rio de Janeiro, sendo a única representante da região Norte, utiliza a palhaçaria como lente para examinar a incessante busca por inovação e originalidade no universo artístico.

 

“Acredito que um dos maiores desafios foi imprimir a Des/criativo uma identidade artística da região Norte do Brasil e mostrar para o público o que é um palhaço com referências da Amazônia”, conta a diretora. Lírio do Pará assume a direção, trazendo sua expertise para, além de criar uma narrativa envolvente e cativante, modular os vários níveis de comicidade presentes no espetáculo sempre em diálogo com o público.

 

Sobre Kevin Braga

Ator, palhaço, figurinista e cenógrafo. Formado pelo curso técnico em Ator em 2011 pela Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará (ETDUFPA), além dos cursos técnicos em Figurino (2014) e Cenografia (2020). Exercita a arte da palhaçaria desde 2007 na Cidade de Belém (PA). Cria do Curro Velho onde começou a estudar a linguagem do palhaço, trabalhou como animador convidado no Iesp de Marituba e em animação voluntária no centro de Hemodiálise da Batista Campos, ambos na capital paraense. Participou do projeto de extensão da Universidade Federal do Pará Clown Nosso de Cada Dia coordenado por Marton Maués, foi membro da comissão organizadora do I e do II Seminário de Palhaços de Belém e integrou o elenco do projeto Palhaçadas de Quinta da Casa dos Palhaços Trovadores. Em 2013 estreou nos palcos com o espetáculo de circo-teatro Brincanças, do Grupo Engrenagem. Em 2021 estreou o Docu-Drama Minha Alegria é Triste contemplado pelo Prêmio Vicente Salles da Fundação Cultural do Pará.

 

Sobre Lírio do Pará

Artista paraense, não-binárie, formada no curso técnico em ator pela Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará (ETDUFPA) e estudante de eventos na FMU. Na área de teatro tem conhecimento em direção, técnica de palco, dramaturgia, atuação, assessoria de comunicação e produção. Trabalha com palhaçaria há 9 anos e vem desenvolvendo diversas experimentações com sua palhaçe Bocó. É autora do artigo O Palhaço e a Cor apresentado no II Seminário de Palhaços de Belém (2016). Apresentou seu solo de palhaçe 26 tons de verde no Festival de Circo de Taquaruçu, Tocantins (2017) e circulou com o mesmo espetáculo por vários praças e bairros de Belém do Pará e no Centro de Memória do Circo (2018). Participou do projeto de extensão da Universidade Federal do Pará Clown Nosso de Cada Dia. Em 2024 foi selecionada para a Escola Livre de Palhaço (Eslipa), no Rio de Janeiro, sendo a única representante da região Norte do Brasil.

 

 

Serviço:

 

Des/criativo

16 a 31 de março, sábado e domingos, às 16h.

Teatro Alfredo Mesquita – Av. Santos Dumont, 1770 – Santana, São Paulo.

 

50 minutos | Livre | R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Os ingressos podem ser trocados por uma caixa de bombom.

 

Ficha Técnica:

 

Autor e Palhaço – Kevin Braga (2 de Paus). Direção, Iluminação e Produção – Lírio do Pará. Sonoplastia e Produção – Leandro Wenglarek. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Realização – Coletivo Cultural Achados e Perdidos.

 

תגובות


bottom of page