Banda de pós-punk bielorrussa, fenômeno do TikTok e do Spotify, Molchat Doma fará show no Brasil

Molchat Doma (traduzido como “Casas do Silêncio”), fundado em 2017 em Minsk, Bielorrússia, está na interseção do pós-punk, new wave e synth-pop. Sombria, mas dançante, e com uma forte dose de conceito gótico, sua música lembra os mestres que os antecederam, mas não se engane: Molchat Doma cria um som e um significado que é imediatamente reconhecível como todo seu.

A banda é composta por Egor Shkutko, que canta as letras russas em seu tom profundo e monótono, Roman Komogortsev na guitarra, sintetizadores e bateria eletrônica, e Pavel Kozlov no baixo e

sintetizadores.


Seu segundo LP, Этажи (pronuncia-se Etazhi, que significa “Chãos”) foi lançado em 2018. Já vendeu mais de 10.000 cópias e está atualmente sendo reprensado devido à grande demanda. A música “Sudno” não deixa o top global viral no Spotify desde abril de 2020. Em 2020 lançaram seu terceiro álbum, “Монумент” (Monumento), aclamado pela crítica como uma mistura instigante de pós-punk e electro-pop dos anos 80.

Apesar de tocar em clubes lotados, não importa se em Londres, Varsóvia, Helsinque, Belgrado ou Berlim, eles ainda estão voando sob o radar em sua terra natal Bielorrússia.

A banda acaba de confirmar sua passagem pelo Brasil em apresentação única em São Paulo, no dia 11 de abril, na Audio. Ingressos para o show no Brasil estarão disponíveis para venda geral a partir de 04 de fevereiro às 10h em Eventim.com.br. O show no Brasil é mais uma realização da 30E – Thirty Entertainment.

Os ingressos para várias datas anunciadas em sua turnê pelos Estados Unidos e América Latina esgotaram em menos de 48 horas, comprovando a força da banda de Minsk no mundo ocidental.

A banda invadiu o TikTok e a parada dos Estados Unidos. Por mais de um ano, o single “Sudno” tem sido tendência nas paradas do Spotify Viral 50, chegando ao primeiro lugar na parada dos Estados Unidos e aparecendo em mais de 200.000 TikToks.

A música de Molchat Doma se proliferou por meio de memes de jovens dançando e do algoritmo de recomendação do YouTube. O canal punk Harakiri Diat, que pode ter sido o primeiro a subir a música do trio no YouTube, estima que seu vídeo para o álbum de 2018 do Molchat Doma, Etazhi, do qual faz parte o single “Sudno”, teve pelo menos dois milhões de visualizações antes de ser retirado do ar.

Etazhi esgotou em vinil seis vezes e está atualmente em sua sétima prensagem, de acordo com a atual gravadora da banda, Sacred Bones.

Enquanto Molchat Doma compartilha algumas influências diretas do cultivo a fantasmas do Reino Unido, a música da banda evoca uma pontada semelhante de saudade. “Sabe quando você está sozinho em um shopping, mas está quase confortado pelo fato de estar sozinho nele? Ouvir Molchat Doma me faz sentir assim.” explica um dos milhares de fãs da banda no TikTok.

]Talvez pudéssemos pensar no pós-punk salpicado de sintetizadores do Molchat Doma como uma contrapartida à promessa perdida do idílio urbano. “Parece o fantasma do que poderia ter sido”, diz o fundador do Sacred Bones, Caleb Braaten, sobre o som deles, “como se houvesse uma década de 1980 alternativa onde o Molchat Doma encheu os shoppings da América”.

“O mais novo e terceiro álbum de Molchat Doma, Monument, … traz o sonho gótico dos anos 80 que a banda vislumbrou pela primeira vez no discreto From the Roofs of Our Houses de 2017 para uma cabeça ansiosa e brilhante… A música de Molchat Doma é tão misticamente controlada que é difícil não desejar que você também faça parte da magia. ” Pitchfork

“O terceiro álbum desta banda bielorrussa é uma mistura sombria e bem trabalhada de pós-punk e electro-pop dos anos 80, combinando guitarras sombrias e sintetizadores cintilantes com ritmos hipnóticos, muitas vezes propulsivos, vocais sombrios e melodias melancólicas.” KEXP

“… Molchat Doma soa como um onda mínima gótica congelada sob… a Guerra Fria. Eles fazem isso muito bem e tão autenticamente que você teria dificuldade em dizer de que ano são seus discos, desde a música em si até a arte que pega a iconografia do Leste Europeu dos anos 70/80 e a projeta em um mundo futuro…uma energia e inventividade para essas músicas que transcendem o pastiche, tudo isso usando a maioria dos sons e estilos conhecidos, desde pequenas palmas eletrônicas rápidas até os sintetizadores borbulhantes… Monument é certamente o álbum da semana.” Brooklyn

SERVIÇO

SÃO PAULO

Data: 11 de abril de 2022 Local: Audio Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca – São Paulo – SP Horário: 22h (show) | 20h (abertura da casa)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square