Banda paraense Steamy Frogs lança filme nesta quinta, 09 de setembro

Psicodelia amazônica. Essa é a proposta da banda paraense Steamy Frogs (em português, os sapos fumegantes), que lançou em 2019 o primeiro álbum: Labirinto Mental. Este ano, o grupo foi contemplado pelo edital Sesc via Lei Aldir Blanc e assim surgiu Hylidae no Labirinto Mental, um curta-metragem de ficção que será lançado na quinta, 09 de setembro, às 20 horas, em uma exibição seguida de pocket show na Vila Container.

Inspirado no álbum de estreia da banda, o filme é dirigido por Eros Carvalho e contou com assistência de direção de Matheus Cunha e de Dylan Moura, responsável pelo roteiro. O curta tem 13 minutos de duração e surgiu a partir do desafio de executar um projeto de show e encenação durante a pandemia.


“Em 2019, quando lançamos o álbum, o Olavo Nascimento e Tiago Ribeiro, que são músicos da banda, escreveram o conceito que une todas as faixas do álbum e transformaram esse texto em uma encenação teatral. No final do ano, lançamos um livro digital com o conto escrito em forma de poema e ilustrado por um ensaio fotográfico da banda. Quando aprovamos o edital do Sesc, pensamos em como apresentar um material inédito na banda que fugisse da onda das lives e foi então que surgiu a ideia de transformar o livro/encenação em um curta-metragem”, conta Amanda Furtado, produtora executiva do projeto.

O filme Hylidae no Labirinto Mental é um conto fantástico e foi gravado entre maio e julho de 2021 na UFPA, Mata do Utinga e residência dos membros da equipe. São os próprios integrantes da banda que atuam no curta: Lucas Castanha é Hylidae, Felipe Mendes, Phyllomedusa, Olavo Nascimento interpreta Hukaya, Tiago Ribeiro faz Varanidae e Leandro Sena é Lacerta.


“O objetivo do filme é contar a estória de Hylidae, um ser amazônida que passa por uma série de questionamentos sobre si e a vida em sociedade. Até que, em certo momento, seu povo é atacado por invasores e Hylidae, por meio dos conhecimentos que adquiriu em sua jornada, consegue livrá-los do mal. O filme trata de superação, auto-conhecimento, motivação e coragem de se arriscar em busca de respostas, que é a base do nosso disco”, explica Lucas Castanha, vocalista e guitarrista.

O curta-metragem Hylidae no Labirinto Mental será lançado na quinta, 09 de setembro, às 20 horas, com exibição gratuita seguida de pocket show da banda Steamy Frogs apresentando as músicas do disco na íntegra. O evento de lançamento será na Vila Container. Na sexta, 10 de setembro, o filme estará disponível no canal do Youtube da banda. Este projeto foi selecionado através do Edital de Credenciamento N• 20/0013-CR Para Seleção de Propostas Culturais: Incentivo à Produção e Difusão Cultural e Ações Formativas – SESC e Lei Aldir Blanc Pará e conta com o apoio da Prefeitura Multicampi – UFPA e Vila Container.

“O filme marca positivamente esse período de muita dedicação e produção que a banda está, mesmo com as todas as dificuldades que a pandemia nos trouxe. Foi o momento de todos se concentrarem pra entregar o máximo de si, sabendo de nossas limitações, mas confiando na força do grupo e na história que tínhamos em mãos. Com o curta, uma nova linguagem artística, esperamos expandir nosso público”, revela Olavo Nascimento, guitarrista e diretor musical da banda.

Labirinto Mental – O álbum Labirinto Mental é fruto de um trabalho de quatro anos, com composições feitas durante esse período. Seu tema principal é a busca pelo auto-conhecimento nas mais diversas fases da vida. As influências musicais da Steamy Frogs passeiam entre o Rock Psicodélico e a música brasileira. Bandas nacionais como Secos e Molhados e Os Mutantes foram fundamentais por representarem a fusão de tais estilos, assim como as influências de artistas como Tim Maia, Djavan e Mestre Vieira. No cenário do Rock Internacional, Beatles, Pink Floyd, The Doors, Jimmy Hendrix e Led Zeppelin influenciam bastante o som da banda que mistura heavy metal, o neo-psicodelismo e a música experimental.


Pandemia – Sem poder fazer show por conta da pandemia, a banda aproveitou este período para se dedicar aos editais de apoio ao artista, dar continuidade às composições do próximo álbum e gravar materiais audiovisuais em casa. “O fato da banda estar sem a possibilidade de fazer shows nos fez pensar em novas estratégias para a produção do nosso trabalho e o desejo de lançar materiais diversos, assim como este filme e outros que ainda estão na gaveta”, avisa Tiago Ribeiro, baixista e designer.

O single/clipe intitulado Bicho Soltrubal, um medley em versão regional de duas músicas presentes no álbum Labirinto Mental: Bicho Solto e Trubal, além do tema inédito Matinta, está em processo de edição e está com previsão de lançamento para outubro de 2021. A banda segue compondo e ensaiando músicas para o próximo álbum, que será lançado ano que vem.

Sobre a Steamy Frogs – Imersa na efervescência cultural paraense, a banda Steamy Frogs foi criada em 2015 e traz em sua sonoridade a experimentação do rock psicodélico com música regional. As letras que referenciam relações interpessoais e temas amazônicos, o visual marcado pelas maquiagens e pinturas corporais e a performance teatral nos shows, formam a identidade da banda. Lucas Castanha (voz e guitarra), Olavo Nascimento (guitarra e backing vocal), Felipe Mendes (teclado), Tiago Ribeiro (baixo) e Leandro Sena (bateria) são os ‘Sapos Fumegantes da Amazônia’ responsáveis por dar vida ao projeto que segue a todo vapor produzindo cada vez mais para um público amante da experimentação e da independência artística.

Serviço:

| O quê: Lançamento do filme Hylidae no Labirinto Mental da banda paraense Steamy Frogs com exibição e pocket show

| Data: 09 de setembro de 2021 (quinta-feira)

| Horário: 20h

| Onde: Vila Container (Av. Gov Magalhães Barata, 62 - São Brás, Belém - PA, 66060-281)

| Ingresso: Gratuito

| Classificação: Livre

| Informações: @ steamyfrogs

No dia 10 de setembro, a partir de 0h, o filme estará disponível no canal no Youtube da banda (https://www.youtube.com/channel/UCJQtqpVe_H2wRL99_onfXzg).

Posts Em Destaque
Posts Recentes