Canal Brasil é exibidor oficial do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Após dois anos sendo realizado de forma remota, o 21º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro vai acontecer no formato presencial em 2022 e a exibição do evento está de volta às telas do Canal Brasil! A transmissão da principal premiação do setor audiovisual acontecerá no dia 10 de agosto, a partir das 20h45, com apresentação de Simone Zuccolotto que, desta vez, terá ao seu lado a atriz Karine Teles como comentarista. Os jornalistas Maria Clara Senra e Kiko Mollica completam o time mostrando tudo o que acontece no tapete vermelho com entrevistas exclusivas. Depois do sucesso em Pantanal, Karine se diz empolgada com a oportunidade: "O Canal Brasil está desde sempre conectado à minha história no cinema, sendo parte importante do meu caminho. Quando recebi o convite para estar ao lado da Simone, que admiro profundamente, fiquei extremamente feliz, honrada e estou me preparando para dar meu melhor. Afinal, o Grande Prêmio do Cinema também é parte da minha história e vai ser incrível poder participar da história de muitas pessoas este ano, através do prêmio!”, afirma. O prêmio será exibido ao vivo pelo Canal Brasil e o sinal estará aberto para não assinantes no GloboPlay.


O Canal Brasil também marca presença no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro com 39 indicações, entre coproduções e licenciamentos de filmes e séries que foram selecionados como finalistas. O filme “Bob Cuspe -- Nós Não Gostamos de Gente”, de Cesar Cabral e coproduzido pelo Canal Brasil, é um dos destaques desta edição e está concorrendo em quatro categorias: Menção Honrosa -- Longa-Metragem Animação, Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem, Melhor Efeito Visual e Melhor Trilha Sonora. O longa “Acqua Movie”, de Lírio Ferreira, também está na disputa por quatro troféus: Melhor Ator Coadjuvante (Augusto Madeira), Melhor Direção de Fotografia, Melhor Som e Melhor Trilha Sonora. “Chacrinha -- Eu Vim Para Confundir e Não Para Explicar”, de Claudio Manoel e Micael Langer, “Noites de Alface”, de Zeca Ferreira, “Piedade”, de Cláudio Assis, também contam com a coprodução do canal e estão na lista dos filmes finalistas deste ano. A relação completa de indicados segue abaixo.

INDICAÇÕES - COPRODUÇÕES DO CANAL BRASIL:

BOB CUSPE -- NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE -- 4 INDICAÇÕES

  • Menção Honrosa -- Longa-metragem Animação

  • Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem (César Cabral)

  • Melhor Efeito Visual

  • Melhor Trilha Sonora

ACQUA MOVIE (Lírio Ferreira) -- 4 INDICAÇÕES

  • Melhor Ator Coadjuvante (Augusto Madeira)

  • Melhor Direção de Fotografia

  • Melhor Som

  • Melhor Trilha Sonora

HOMEM ONÇA (Vinicius Reis) -- 3 INDICAÇÕES

  • Melhor Longa-Metragem Ficção

  • Melhor Ator (Chico Diaz)

  • Melhor Ator Coadjuvante (Emilio de Mello)

PIEDADE (Cláudio Assis) -- 3 INDICAÇÕES

  • Melhor Ator (Irandhir Santos)

  • Melhor Roteiro Original

  • Melhor Montagem Ficção

CINE MARROCOS (Ricardo Calil) -- 2 INDICAÇÕES

  • Melhor Longa-metragem Documentário

  • Melhor Montagem Documentário

CHACRINHA -- EU VIM PARA CONFUNDIR E NÃO PARA EXPLICAR (Claudio Manoel e Micael Langer) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Longa-metragem Documentário

NOITES DE ALFACE (Zeca Ferreira) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Atriz (Marieta Severo)

ZIMBA (Joel Pizzini) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Montagem Documentário

PIXINGUINHA -- UM HOMEM CARINHOSO (Denise Saraceni) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Trilha Sonora

ANGELI THE KILLER -- 2ª TEMPORADA (César Cabral) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Série Animação TV PAGA/OTT

CHÃO DE ESTRELAS (Hilton Lacerda) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Série Ficção TV PAGA/OTT

COLÔNIA (André Ristum) -- 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Série Ficção TV PAGA/OTT

INDICAÇÕES - LICENCIAMENTOS DO CANAL BRASIL:

ALVORADA (Lô Politi e Anna Muylaert) - 4 INDICAÇÕES

  • Melhor Longa-Metragem Documentário

  • Melhor Direção

  • Melhor Roteiro Original

  • Melhor Montagem Documentário

8 PRESIDENTES, 1 JURAMENTO - A HISTÓRIA DE UM TEMPO PRESENTE (Carla Camurati) - 2 INDICAÇÕES

  • Melhor Longa-Metragem Documentário

  • Melhor Montagem Documentário

CHÃO (Camila Freitas) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem

MADALENA (Madiano Marcheti) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem

POR QUE VOCÊ NÃO CHORA? (Cibele Amaral) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Atriz Coadjuvante (Bárbara Paz)

ANA. SEM TÍTULO (Lucia Murat) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Roteiro Adaptado

CONTOS DO AMANHÃ (Pedro de Lima Marques) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Efeito Visual

FOGO BAIXO, ALTO ASTRAL (Helena Ignez) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Curta Documentário

MÃE SOLO (Camila de Moraes) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Curta Documentário

YAÕKWA, IMAGEM E MEMÓRIA (Rita Carelli e Vincent Carelli) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Curta Documentário

CHÃO DE FÁBRICA (Nina Kopko) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Curta Ficção

UMA PACIÊNCIA SELVAGEM ME TROUXE ATÉ AQUI (Érica Sarmet) - 1 INDICAÇÃO

  • Melhor Curta Ficção

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square