Casa Vogue mostra detalhes de casarão histórico em Ouro Preto, Minas Gerais

A edição de junho de Casa Vogue, que lança luz sobre clássicos e contemporâneos da arquitetura e do design mineiros, revela detalhes da história de um casarão com mais de mais de 150 anos, que desfruta de um privilégio raríssimo entre as milhões de residências de Minas Gerais: a proximidade extrema com a Igreja da Ordem Terceira da Penitência de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, obra-prima do barroco brasileiro projetada por Aleijadinho (1738-1814) e pintada por Manoel da Costa Athaide (1762-1830).

Quando chegou às mãos do avô do arquiteto Bruno Campos, atual proprietário, no início do século 20, tornou-se endereço de "seu" Ernani Menescal, professor da Escola de Minas de Ouro Preto (atual UFOP), de "dona" Matilde e dos filhos que nasceram ali. Com a passagem do tempo e a mudança da família para Belo Horizonte, o local virou um refúgio esporádico. Aos fins de semana e feriados, primos e tios chegavam para ouvir discos, fazer churrasco e bagunçar os muitos volumes da biblioteca.

À medida em que os netos cresciam, no entanto, as viagens para Ouro Preto diminuíram. Até que, perto da virada do milênio, a morada passou a guardar suas memórias em silêncio, empoeirada e vazia. Nessa época, o arquiteto seguia para temporadas de estudos e trabalho em Londres e Nova York - mas, em suas lembranças, as histórias.

Em 1999, realizou um levantamento e descobriu que o imóvel de 500 m² era um polígono irregular. Em bom português, uma construção torta. Dois anos depois, comprou a parte dos tios junto com sua mãe e começou a planejar as mudanças. A obra começou somente em 2013, e levou quatro anos para ser concluída. O terraço com vista para a igreja de São Francisco foi o que mais pediu alterações.

Nos interiores, promoveram-se pequenas adaptações na planta, conservando a aura gloriosa. A decoração coube a Mariana Hardy (mulher de Campos, diretora de criação do estúdio Hardy Design e formada em arquitetura), que teve como missão suavizar os ambientes e trazê-los ao presente. Hoje, outras crianças pulam a janela para a varanda e o lugar se enche de fôlego com o movimento.

Os detalhes do imóvel podem ser observados nas fotos que compões a matéria, disponível na íntegra na edição de junho de Casa Vogue.

Serviço Revista Casa Vogue | Edição de junho

Posts Em Destaque
Posts Recentes