top of page

Circuito Mangueirosa de Carnaval de rua chega ao último dia neste sábado, 17


A quarta edição do Circuito Mangueirosa levou milhares de foliões para pular Carnaval no Ver-o-Rio ao som da música amazônica. Neste sábado, 17, encerra programação gratuita que começa com show trio no Complexo Ver-o-Rio às 15 horas, segue com cortejo pela Marechal Hermes e encerra com a festa fechada na Casa Mangueirosa. O Mangueirosa conta com o patrocínio da Equatorial Pará via Lei Semear (Fundação Cultural do Pará/Governo do Pará), apoio cultural da Secretaria de Cultura do Pará/ Secretaria de Turismo do Pará/Cultura Rede de Comunicação/Governo do Pará, co-realização Fumbel/Prefeitura de Belém e apoio institucional do Sebrae Pa. Este ano, o Circuito intensifica seu compromisso com o meio ambiente e ampliará suas ações de sustentabilidade. 



Depois de animar as tardes e noites com as apresentações dos blocos Lambateria, Toma Tua Pisa, Lucha Libre e Filhos de Glande, neste sábado, 17 de fevereiro, o Circuito promove a ressaca do Carnaval com o desfile do bloco Tchau Tchau Amor, que além do show no Ver-o-Rio contará com o esperado cortejo.

A programação começa às 15 horas com os dj’s Tchau Tchau Amor dando o tom de saudade do Carnaval. Às 16 horas, a DJ Nat Esquema assume o comando da discotecagem, mandando os clássicos dos Carnavais pelo Brasil. Às 17 horas, é a vez do grupo de Carimbó Tamboiaras se apresentarem com participações de Brenda Moraes, Iris da Selva e Katarina Chaves.

Às 20 horas, é a vez do cortejo, um dos momentos mais aguardados do Circuito, que terá no comando as cantoras Julia Passos, Ruth Costa e Rafaela Travassos com banda comandada pela musicista Camila Alves. 

A festa segue na Casa Mangueirosa a partir das 20 horas. DJ Tiana abre os trabalhos e meia-noite, a voz feminina do Pagode das Meninas sobe ao palco e conta com participações de Richelle Halliday e Layse. Encerrando a festa, tem a DJ Gabi Matos. Os ingressos antecipados para a festa, única programação paga do Circuito, já estão à venda a preços acessíveis no https://www.ingresse.com/mangueirosa2024.


Pelo Circuito desfilam cinco blocos de Carnaval que passeiam pela diversidade musical do estado e oferecem programação gratuita e acessível. A primeira edição do Circuito foi em 2019, quando mais de 40 mil brincantes desfilaram em quatro dias de folia. Em 2023, foram mais de 100 mil pessoas.

Um dos compromissos do evento é dar palco para a música amazônica com a apresentação de artistas da região, estimulando o turismo e movimentando a economia na capital neste período. Mais de 80 artistas participam do Circuito durante os 5 dias de eventos e temos mais de 500 empregos diretos gerados. “A gente entende que o Mangueirosa é importante pra Belém por muitas razões. Ajuda a preservar a tradição do carnaval de rua, movimenta a cadeia cultural e artística local, além de gerar empregos diretos e indiretos pra muita gente. É um excelente produto turístico que a longo prazo ainda vai render muitos benefícios pra cidade”, explica Mariana Farnesi, diretora do Circuito.

Sustentabilidade - Mas o compromisso com a Amazônia não é apenas cultural, é também ecológico. Desde a primeira edição, o Mangueirosa sempre pensou o Circuito de modo a minimizar os impactos que um evento de grande porte causam na cidade. A Aral (Associação dos Recicladores das Águas Lindas), por exemplo, trabalha em parceria com o Circuito há algumas edições recolhendo as latas de alumínio e encaminhando para a reciclagem. Além disso, o grupo Composta Belém recolherá o lixo durante a programação, para garantir o controle dos resíduos e também instalará diversas bituqueiras de cigarro pelo Ver-o Rio. Tanto a Aral quanto a Composta Belém entregam um relatório de sustentabilidade do evento, com o aval de um engenheiro ambiental, para que possamos entender o resultado de nossas ações.

Além disso, serão dispostos banheiros químicos e lixeiras, tanto no Ver-o-Rio quanto no caminho do cortejo.

De acordo com Michelle Miranda, analista de Responsabilidade Social da Equatorial Pará, além de ser um grande evento cultural, o compromisso com a sustentabilidade também é um dos principais motivos que fazem a distribuidora de energia acreditar no sucesso do Circuito Mangueirosa. 

“A Equatorial Pará preza pela sustentabilidade e o cuidado com o meio ambiente. Quando temos um evento desse tamanho que se preocupa com essas questões, isso também nos motiva a apoiar e estar junto para a realização do projeto. A empresa é a maior patrocinadora de cultura do estado e não poderia ficar de fora desse momento que vai trazer muita energia, alegria e responsabilidade social para os foliões em Belém”, pontua Michelle.


Serviço

| O quê: Circuito Mangueirosa de Carnaval 2024

| Quando: 10, 11, 12, 13 e 17 de fevereiro de 2024

|Onde: Complexo Ver-o-Rio / Casa Mangueirosa (Ingressos antecipados: https://www.ingresse.com/mangueirosa2024)

| O que toca: música paraense e hits dos novos e antigos carnavais

| Patrocínio: Equatorial Pará - @equatorial.pa

| Realização: Lei Semear (Fundação Cultural do Pará/Governo do Pará) - @fundacaoculturalpa / @governopara

| Co-realização: Prefeitura de Belém / Fumbel - @prefeiturabelem @fumbelcultura

| Produção: Circuito Mangueirosa - Filhos de Glande, Lambada Produções, Mea Chuta, Se Rasgum Produções, Tchau, Tchau, Amor e Toró.  

| Apoio cultural: Secretaria de Cultura do Estado do Pará (Secult PA) / Secretaria de Turismo do Estado do Pará (Setur PA) / Cultura Rede de Comunicação - @secultpa @seturpa @portalcultura

| Apoio institucional: Sebrae Pará

| Parceria: @mariqueti_ / @pizzadojegue / @dicasaonline / @biscoitostrigolino / @economicoficial / Vivi Reis

Mais em: Instagram: @circuitomangueirosa / Facebook: @cmangueirosa. 

Comentários


bottom of page