Espetaculo “Brincádiquê” encerra temporada discutindo o direito à cidade nas periferias de Belém

Entre memórias, histórias reais misturadas com a ficção, e situações que seriam cômicas se não fossem trágicas, o Grupo de Teatro Trupe Teia apresenta o espetáculo “Brincádiquê”, montagem que se cria e se apresenta pelas ruas da periferia de Belém, especificamente nos bairros do Jurunas, Guamá e Terra Firme. Através da brincadeira, da poesia, comicidade e palhaçaria, o espetáculo se mistura no cotidiano da rua a fim de provocar quebras nas rotinas de espaços tradicionais dos bairros para discutir o direito à cidade, acesso à cultura e a cidadania.


A partir das linguagens da palhaçaria, da brincadeira de rua e bebendo na fonte da cultura popular, o espetáculo se define como teatro de cortejo, linha de pesquisa e de atuação em que o grupo Trupe Teia desenvolve desde 2021. “Brincádiquê” é um espetáculo brincante para todos os públicos, mas especialmente para os que moram nas periferias e sentem diariamente o que é viver na cidade mas não acessá-la. Para Alana Lima, uma das coordenadoras e atriz do projeto, o centro da cidade é cheio de programações culturais, mas infelizmente a periferia carece de acesso à cultura. “A gente trabalha e mora na periferia e muitos dos nossos indutores de criação partem da relação com os bairros, então pra gente não faz sentido ir pro centro apresentar algo que é criado a partir da periferia e pra ela. Nós queremos, junto com tantos outros movimentos culturais e sociais periféricos, construir uma cultura de acesso ao teatro e de formação de plateia com pessoas pretas, periféricas, que muitas vezes nunca assistiram a um espetáculo”, explica Alana.



O espetáculo tem objetivo de trazer críticas sociais através das diversas histórias reais e do dia-a-dia da comunidade que serão misturadas com a ficção, comicidade e a palhaçaria, linguagem que está presente em todos os espetáculos do grupo. “A gente junta um pouco das nossas próprias histórias com o que ouvimos de amigos, vizinhos, parceiros e pessoas que nos cederam seus relatos para a pesquisa. São histórias de quem nasceu e cresceu no Guamá, Jurunas e tantas outras periferias. Há histórias com profundas críticas sociais e outras com uma relação bem sensível com o território e a cidade”, afirma a atriz e produtora Alana.


Os artistas durante o processo de criação dos personagens e das histórias foram para as ruas de Belém conversar com moradores e vivenciar os bairros. “Durante o processo de criação, a gente conversou com os moradores dos, e tudo isso foi base para a criação dos personagens que vão ser apresentados, a sempre com diálogo com a comunidade e com a rua”, enfatizou a atriz Victória Sousa. O espetáculo já passou pelas ruas dos bairros do Jurunas, Terra Firme e Guamá. Em sua estreia, o espetáculo se apresentou na Passagem Limoeiro, no bairro do Jurunas, em frente ao Centro Comunitário, levando dezenas de crianças e moradores às ruas para assistir e participar da apresentação. “Eu achei muito válida, muito criativa a apresentação, falou um pouquinho de cada coisa da nossa vida, dos moradores e nossos antepassados, com certeza alegrou a nossa comunidade hoje”, contou a presidente do centro comunitário e moradora da passagem, Edina do Socorro.


O Espetáculo “Brincádiquê” foi selecionado pelo Prêmio FCP de incentivo à arte e à cultura em 2022.


SOBRE OS REALIZADORES

A Trupe Teia é um coletivo que desde 2019 desenvolve pesquisa e atuação em palhaçaria e teatro de rua nas periferias e comunidades de Belém, em especial o bairro do Guamá. Em 2021 começam a focar na pesquisa do Teatro de Cortejo enquanto uma linguagem cênica de rua que mescla a musicalidade da cultura popular e as comicidades das periferias. Entre os principais trabalhos da Trupe, destacamos o Projeto Biketeca, de 2021, uma biblioteca na bike que circula pelo bairro do Guamá distribuindo livros e desenvolvendo ações cênicas de rua.


SERVIÇO:

“Espetáculo Brincádiquê “

19/11 - 17h - Praça Helena Dias – Jurunas

Entrada Gratuita.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square