Festival Verde traz debates sobre consumo e sustentabilidade

No próximo dia 7 de agosto ocorrerá a 1ª edição do Festival Verde, que tem o intuito de promover a conscientização sobre a sustentabilidade e a conservação do meio ambiente, principalmente da região amazônica. Além de atrações musicais, haverá bate-papos sobre temas que permeiam os assuntos da ação. A programação começará às 16h e poderá ser acompanhada gratuitamente pelo hotsite do evento.

Os debates serão mediados pela cantora Juliana Sinimbú. O primeiro bate-papo terá o tema de hábitos sustentáveis e contará com a participação de Trisha Guimarães, produtora de conteúdo do perfil @acasacomoelae, onde divide com outras pessoas as experiências sobre o morar amazônida, com foco em decoração, culinária e sustentabilidade, e, também, Luly Mendonça, publicitária que utiliza as mídias digitais para conscientizar os seus seguidores sobre assuntos importantes, como a questão de adotar uma rotina com ações mais positivas para ajudar o meio ambiente.



“Ter hábitos sustentáveis é uma questão urgente porque somos parte de um todo e esse todo precisa ser cuidado. É importante fazer trocas simples no dia a dia, mesmo que pequenas, porque isso tudo faz parte do processo de reeducar e evoluir. Busco sempre separar o lixo, diminuir o uso das sacolas plásticas e eu passo esse incentivo às pessoas que acompanham o meu conteúdo”, destaca Luly Mendonça.

O segundo painel será o de moda e consumo consciente, com as influenciadoras Layse Sinatra, que possui o perfil @paveepate nas redes sociais, onde aborda temas como moda, beleza e lifestyle, e Larissa Couto, que levanta discussões sobre o movimento corpo livre, aceitação e moda no perfil @bylarita.O terceiro tema de conversa será decoração sustentável, com Manoel Neto, sócio-fundador e diretor executivo do Belém Design Zones, empresa que além de desenvolver o 1º Festival de Design da Amazônia atua como uma agência criativa de design para o mercado, e, novamente, Trisha Guimarães.

“Em A Casa Como Ela É costumo falar de sustentabilidade para evitar o consumo desenfreado e praticar o consciente. A decoração sustentável é a decoração do futuro e está ligada à afetividade. A casa é um ser vivo que muda com a gente. Todo bate-papo é um vetor de transformação. Tenho certeza que o público vai repensar atitudes e ter uma nova maneira de enxergar o mundo. Não existem dois caminhos a seguir, apenas um: a conscientização”, pontua Trisha Guimarães.

O Festival Verde é uma produção da Embrasesc, com o patrocínio da Hydro e da Albras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura e do Ministério do Turismo. Para Alessandra Fonseca, diretora de Comunicação da Hydro na América do Sul, o Festival Verde é um espaço para debater a sustentabilidade no dia a dia. “Acreditamos na importância de incentivar projetos que busquem valorizar a cultura local e entendemos que a música e o meio ambiente desempenham um papel de destaque na identidade do Pará”, comenta.



No hotsite, além do link para a transmissão, o público ainda encontrará testes educativos, dicas de sustentabilidade e mais informações sobre o evento e suas atrações. Para a realização do evento, a produção cumprirá todos os protocolos de prevenção e orientações das autoridades de saúde para garantir a proteção da equipe técnica e das atrações em relação à Covid-19. Entre as iniciativas, estará o uso de máscaras faciais, distanciamento, barreiras físicas de proteção, além da testagem rápida (RT-PCR) por profissionais de saúde, antes do evento, em toda a equipe técnica do evento.

Serviço:

1ª edição do Festival Verde

Quando: Sábado, 7 de agosto

Hora: A partir das 16h

Programação gratuita no hotsite do evento

Posts Em Destaque
Posts Recentes