Gileno Foinquinos faz show instrumental na Quarta Musical

A próxima Quarta Musical apresenta o show instrumental do guitarrista, compositor, arranjador e diretor musical, Gileno Foinquinos. O músico dividirá o palco com Wiliam Jardim, na guitarra maciça; Wesley Jardim, no contrabaixo; e Gugu, na bateria. Recentemente Gileno lançou o EP “O voo do carapanã”, que integra o repertório do show junto com outras canções autorais do artista. A apresentação será na quarta-feira, 24, às 19h, no Cineteatro do Sindmepa, com entrada franca.

Gileno Foinquinos é natural da cidade de Cametá. Seu interesse pela música despertou aos seis anos, quando começou a tocar violão influenciado pelo pai, que na época era guitarrista. “Eu sou de uma família de músicos. O meu pai tocou em uma banda muito famosa na região do Baixo Tocantins, “Os populares de Cametá”, então eu tenho esse contato com a música desde menino. A maior influência que eu tive para tocar foi ele”, relembra.



O músico ingressou no Conservatório Carlos Gomes aos 13 anos onde teve como professores os violonistas Antônio Carlos Braga e o mestre Catiá. Logo depois começou a tocar profissionalmente em bandas de baile e fez parte da banda Fazendo Arte. De 1994 a 1996 Foinquinos integrou e gravou o primeiro CD da Amazônia Jazz Band, orquestra regida na época por Andi Pereira. E também fez parte das bandas de música instrumental Pandora e Estado de Espírito.

Ao longo dos anos Gileno gravou oito discos, o mais recente se chama “O voo do carapanã”. O guitarrista diz que o projeto autoral foi todo composto em Belém, após 21 anos morando em São Paulo, e ainda contém duas regravações de um disco em parceria com Adelbert Carneiro.

Foinquinos conta que o disco é muito influenciado pelo folclore e dá detalhes sobre o processo composicional do EP, que fez com que os músicos treinassem de sete a oito meses para definir a identidade sonora do projeto.

“Eu digo que esse trabalho é uma união de duas gerações de músicos, porque tem dois cinquentões e dois meninos de 18 e 20 anos talentosíssimos. Talvez essa tenha sido, na minha volta a Belém, a melhor surpresa que tive. Ter encontrado esses meninos tão sedentos por música instrumental, por estudar e por crescer. Isso é uma coisa que basicamente caracteriza esse disco”, conclui.


Serviço:

Quarta Musical com Gileno Foinquinos Dia: 24 de novembro de 2021 Hora: 19h Local: Cineteatro do Sindmepa – Rua Boaventura da Silva, n° 999.


Posts Em Destaque
Posts Recentes