top of page

Heineken, Nissin e Abix são as marcas vencedoras do prêmio The Town Atitude Sustentável

Criado no Rock In Rio e implementado também no The Town, o pilar Por Um Mundo Melhor é de grande importância para a Rock World, empresa fundada por Roberto Medina e responsável pelos dois festivais. Logo em sua primeira edição, o The Town desafiou as marcas presentes na Cidade da Música com uma missão: trabalhar de forma que o meio ambiente fosse impactado positivamente, com ações sustentáveis que promovessem boas práticas sociais, econômicas e ambientais. Neste sentido, três marcas ganharam destaque e foram selecionadas para receber o prêmio “The Town Atitude Sustentável”. Heineken, Nissin e Abix foram as escolhidas pela Deloitte, empresa líder global no mercado de avaliações, que teve o retorno do público com um de seus critérios para escolha.

Para Roberta Medina, Vice-presidente de Reputação de Marca da Rock World, é papel de cada indivíduo, de cada empresa, de qualquer um que viva em sociedade ser um agente ativo na construção de um mundo melhor. “Está no DNA da Rock World a crença de que nossos negócios só vão bem se nossas cidades estiverem bem e o compromisso de fazer parte ativa da construção e comunicação de soluções para melhorar a qualidade de vida, para todos, neste mundo em que vivemos. Usamos a força da música e do entretenimento para seguir promovendo o desenvolvimento de impactos positivos para a sociedade”, afirma. “Exemplos disso são o projeto Favela 3D na Favela do Haiti e a nossa megaoperação dos copos reutilizáveis no The Town, que já nasce promovendo uma ação que está entre as maiores do mundo quando se fala de sustentabilidade em eventos. Ainda assim os próximos passos são cada vez somar mais forças com toda a indústria para desenvolvermos soluções coletivas para o setor da música, do entretenimento e da cultura. conclui.


Na categoria de Patrocinadores, Heineken levou a melhor, graças à inclusão no evento, a acessibilidade nas ativações e o uso de energia renovável na produção. Durante uma imersão de executivos que aconteceu no dia 05 de setembro no Autódromo de Interlagos, intitulada The Town Learning Journey by HSM, Eduardo Picarelli, Diretor de Unidade de Negócios da Heineken, contou sobre essa preocupação da marca com os pilares ESG. “Estamos operando e nos preparando para o The Town há pelo menos dois meses, e olha que já tínhamos uma estrutura montada aqui em Interlagos que foi criada para atuarmos na Fórmula1 e estamos utilizando a mesma para abastecer os nossos postos, é um impacto positivo muito grande”, conta Picarelli.


Nissin, marca de produtos alimentícios, também ganhou destaque e está sendo premiada pelo trabalho de inclusão, empregando um número significativo de PCDs e de mulheres em cargos de liderança. Além desses quesitos, a marca conseguiu uma gestão eficiente dos resíduos e um trabalho de eficiência energética na produção. No grupo de Operadores, Fornecedores e Parceiros, Abix está sendo reconhecida pelo serviço prestado na formação e capacitação dos operadores, na gestão de resíduos e no quesito segurança do trabalho.


Sobre “Por Um Mundo Melhor”

Em 2001, imbuído do pilar “Por Um Mundo Melhor”, o Rock in Rio assumiu o compromisso de conscientizar as pessoas para o fato de que pequenas atitudes no dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Muito mais do que um evento de música, o festival pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2006, tornou-se o primeiro grande evento a compensar a sua Pegada Carbônica. Em 2013, recebeu a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, um reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações com vista à construção de um mundo melhor. Em 2016, foi anunciado o Amazonia Live, projeto socioambiental do Rock in Rio, presente nas edições do festival em todos os países onde o evento é realizado. Com o projeto, já foram plantadas mais de 4 milhões de árvores em mais de 2.6 mil hectares de floresta, com sementes coletadas por uma rede de coletores locais. Entre apoio do Rock in Rio e angariação de verbas pelos parceiros e público já foi investido mais de 5 milhões de reais no reflorestamento da região do Rio Xingu e apoiamos a restauração de mais de 4.2 mil hectares no projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia.

Para as edições de 2022, em Lisboa e Rio de Janeiro, o Rock in Rio reforçou o seu compromisso de ir ainda mais longe, anunciando um conjunto de metas de sustentabilidade até 2030 que visam aumentar o seu impacto positivo nos pilares social, ambiental e econômico. Dentre elas, capacitar 100 mil pessoas, ser 0% de lixo em aterro em todas as edições do festival, 50% de oferta de alimentação saudável e sustentável, envolver 100% dos stakeholders na sua política de sustentabilidade, ser um evento 100% acessível, inclusivo e plural, e garantir todas as condições de segurança, saúde e bem-estar adequadas a 100% dos envolvidos na construção da Cidade do Rock.

O festival também trabalhou para ser agente ativo na construção de um mundo melhor e levar esse pilar para qualquer lugar. Por meio da Rock World, empresa organizadora do festival, dentre as ações realizadas fora das cidades onde o Rock in Rio aportou, estão a construção de uma escola na Tanzânia, um centro de saúde no Maranhão, o já citado projeto Amazonia Live, instalou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal, montou 14 salas sensoriais em ONGs portuguesas para atender jovens com deficiências, entre muitos outros.

A plataforma “Por Um Mundo Melhor” nasceu a partir do Rock in Rio e, hoje, é uma área consistente dentro da Rock World. O novo festival The Town, dos mesmos criadores do Rock in Rio, chega orientado pelos pilares de Sonhar e Fazer Acontecer e abraça o projeto, ao trabalhar sob uma visão de sustentabilidade que hoje é transversal a toda a organização.

Comments


bottom of page