top of page

Jornalista e compositor Abílio Dantas lança livro de poemas “Fogo de Rua” em Belém


Estreando em livro no cenário literário, o jornalista e compositor Abílio Dantas lança no dia 21 de outubro, na Casa da Linguagem (avenida Nazaré, 31), , em Belém, a partir das 17h30, a obra poética Fogo de Rua, produzida pela Editora Folheando. O livro reúne 40 poemas do autor com homenagens à boêmia e a artistas da cultura paraense.

Memória e esquecimento são irmãs inseparáveis na história da Amazônia. Na literatura e na música, o grande número de autores e autoras cuja obra não é reeditada e conhecida são sintomas da negação da produção artística da região. Em Fogo de Rua, os versos tratam de manifestações populares, vivências e lembranças noturnas traduzidas pelas experimentações de linguagem poética, com referências a diversas personalidades.



“Tudo começou com a vontade de criar um livro de poemas em que as memórias coletivas e individuais conversassem, com destaque para a importância dos festejos, da música, da poesia e do afeto. Queria criar uma unidade temática que não fosse explícita, mas que pudesse conduzir o leitor de forma compreensível”, explica o poeta.

O incômodo em perceber o silêncio existente sobre a história de artistas como o poeta Bruno de Menezes, o violonista Tó Teixeira e a escritora Lindanor Celina, por exemplo, impulsionou o volume de estreia de Abílio, após já ter lançado publicações artesanais de poemas e de ter canções gravadas por nomes como Bando Mastodontes, Joelma Kláudia e Banda Na Cuíra.

A escolha por fazer um livro de poemas, no entanto, faz com que o trabalho não seja didático ou jornalístico, com informações historiográficas, objetivas, e, sim, construído com imagens e ritmos na feitura dos versos, próprios da linguagem poética.



“A poesia que me interessa não é a que tira do chão, inebria, e sim a que aponta para a vida em carne e osso, das andanças pelas ruas, dos jogos de dados, do bilhar, dos amores que surpreendem os amantes, das histórias noturnas, dos casos contados pelas pessoas da capital e do interior do Pará. Tudo com a liberdade de imaginação que a poesia permite”, explica.

Para o poeta e pesquisador da Universidade Federal do Pará (UFPA), Clei Souza, autor do posfácio de Fogo de Rua, o livro traz características incomuns para um primeiro livro de poemas. “Trata-se de um livro com um corpo consistente, o que revela uma maturidade já na estreia por parte de seu autor, e trazendo uma poética original para a poesia contemporânea”, escreve.

O livro conta ainda com ilustrações e capa do artista plástico Bruno Rocha, natural de Castanhal, que reside hoje em Portugal.


Serviço:

Lançamento do livro “Fogo de Rua”, de Abílio Dantas

Data: 21 de outubro (Sábado)

Local: Casa da Linguagem (Avenida Nazaré, 31)

Hora: a partir de 17h30

Comments


bottom of page