top of page

Jota Quest lança novo álbum "De Volta ao Novo - Volume 1" nas principais plataformas digitais

Dos versos da faixa-título ‘De Volta Ao Novo’ nasceram também ‘nome e conceito’ desse novo álbum, que remete, entre outras reflexões, à força e à importância da decisão da banda por esta ‘reconexão’ artística em busca de um ‘novo’ repertório. Nossa ‘resiliência’ após tantos anos de caminhada juntos reafirma conceitos muito poderosos como ‘amizade’, ‘amor’, ‘respeito-mútuo’, ‘coragem’ e a ‘união de forças’, em prol de um futuro próspero para nossas vidas e de nossos fãs, que se entrelaçam e espelham a nossa própria existência. “De Volta Ao Novo” é, para nós, antes de tudo, uma grande vitória”, celebra Flausino.

É nesse astral que a banda Jota Quest lança agora seu primeiro álbum de estúdio desde “Pancadélico”, de 2015. Dando continuidade à campanha de lançamentos e celebrações de seus 25 anos de carreira, o projeto é dividido em dois volumes. “De Volta Ao Novo – Volume 1” já está disponível em todas as plataformas digitais.


Contendo nove faixas inéditas incluindo feats com Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso, na balada “Fique Bem”, e com o jovem Nairo, na dançante “Seguindo Meu Flow”, a primeira parte do projeto traz ainda composições com novos e antigos parceiros de trabalho. Estão presentes nomes como Nando Reis, em “Só o Amor Liberta”; Vitor Kley, em “Numa Boa”; Podé e Beto Nastácia, em “O Último Beijo”; Thadeu Meneghini e Adalberto Rabelo, em “De Volta ao Novo”; Renato Gallozi, Nairo, Dougie e Tiê, em “Seguindo Meu Flow” e Tibless, em “Fique Bem”.

Um dos destaques do repertório é a versão do hit argentino “Amor Loco (Loco-Loco)”, de Emmanuel Horvilleur, integrante do premiado duo portenho de funk-rap-r&b “Illya Kuryaki & Valderramas”, embalada pelo sample de “Squash”, faixa pinçada do antológico álbum “Robson Jorge & Lincoln Olivetti”, de 1982.

Assinada pelo artista-digital Carlos Fides, a arte de capa representa a ‘jornada da vida’, apoiando-se na fusão estética de elementos “retrôs” e “futuristas” como linha de ligação entre passado, presente e futuro.


“Meu processo criativo para esta ilustração foi uma jornada fascinante. Comecei explorando a ideia de criar algo que pudesse representar a evolução musical da banda ao longo dos anos, e que ao mesmo tempo funcionasse como um ‘portal’ que nos teletransportasse para uma nova experiência musical e sensorial”, conta Carlos Fides.



Celebrando 25 anos de carreira, Rogério Flausino (vocal), Marco Túlio (guitarra), PJ (baixo), Márcio Buzelin (teclado) e Paulinho Fonseca (bateria) estão prestes a lançar também o audiovisual “Jota25 - Ao Vivo”, que foi gravado em junho deste ano, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, diante de um público de 30 mil pessoas e com transmissão ao vivo do canal Multishow e Globoplay.


Para consagrar essa jornada, o Jota Quest seguirá na estrada com uma megaprodução, que promete uma experiência imersiva de som, luz e imagens. Serão shows especiais nas maiores arenas do Brasil. Mais informações serão reveladas em breve.


“Jota Quest | De Volta Ao Novo | Volume 1”:


FAIXA-A-FAIXA:

01. N-U-M-A-B-O-A:

(Vitor Kley/Jota Quest)

Em inédita parceria com o cantor e compositor gaúcho Vitor Kley, ‘pedaços de imensidão’ se realinham nesta história de ‘amor e reconstrução’ escolhida para abrir os trabalhos do novo álbum. Com batida dançante, pianos, cordas e elementos eletrônicos nos transportam para atmosfera leve e esperançosa que dão a tônica desta faixa. “Numa Boa” ganhou videoclipe ‘solar’ gravado em Los Angeles, na Califórnia, e em praias do litoral paulista.

02. Loco-Loco (Amor Loco):

(Emmanuel Horvilleur/Lucas Martí) - Versão.: Jota Quest - Sample.: (Lincoln Olivetti/Robson Jorge)

Conduzida pela ‘brasilidade’ do sample de “Squash”, faixa garimpada do antológico álbum “Robson Jorge & Lincoln Olivetti” (1982), “Loco-Loco” é uma nova e suingada versão para o hit-argentino “Amor Loco”, de Emmanuel Horvilleur, integrante da premiada dupla de funk-rap-r&b ‘Illya Kuryaki & Valderramas’, lançada originalmente em seu álbum solo ‘Amor en Polvo’ (2010), ano em que se conheceram para a gravação da versão latina de “Na Moral”, para o álbum “Días Mejores”, que teve por lá a participação dos ídolos do IKV. “Loco-Loco” é ‘brazuca’, ‘caliente’, divertida e envolvente. “…então, vamos celebrar!!!…”

03. De Volta Ao Novo:

(PJ/Rogério Flausino/Thadeu Meneghini/ Adalberto Rabelo)

Emulando fusão de indie-rock e eletrônica, canção é faixa-título do álbum emprestando nome e conceito ao projeto. No texto, reflexões sobre amizade, amor, coragem, esperança e perseverança. Na levada, a energia e o vigor de um sonoro ‘recomeço’. Ouça no volume máximo!

04. O Último Beijo:

(Jota Quest/Podé/Beto Nastacia)

Balada-rock, orgânica e intensa, reconstruída a partir de belíssima canção de Podé e Beto Nastácia, da banda mineira Tianastácia. Com contornos de ‘final dos tempos’ esta trama de ‘paixões avassaladoras’ transita urgente “…Nesta eterna guerra/entre o caos e o gozo…”.

05. Hotel Paradise (interlude):

(Paulinho Fonseca)

Produzida por Paulinho Fonseca, utilizando samples e programações, este misterioso ‘interlúdio’ nos transporta para algum lugar entre o sonho e a realidade, enquanto nos preparamos para as emoções da próxima faixa.

06. Fique Bem (feat. Herbert Vianna):

(Tibless/Marco Túlio/Rogério Flausino)

Embalando encontro inédito entre a banda e um de seus maiores ídolos, o lendário cantor, compositor e guitarrista Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso, “Fique Bem” é canção de ‘amor e desilusão’ com destaques para envolvente arranjo de metais e a guitarra adicional de Herbert.

07. Seguindo Meu Flow (feat. Nairo):

(PJ/Renato Gallozi/Nairo/Dougie/Tiê)

‘No fluxo certo’ e jogando pra cima, esta ‘funkeira’ composta a partir de super-levada do baixista PJ, põe o álbum pra dançar ‘no presente’ em parceria com os manos Renato Galozzi, Dougie, Tiê, e o maranhense Nairo, que manda o RAP e assina o ‘feat.’. “…Quem vai dizer o que virá?/A única certeza é que eu vou!!…”

08. Só o Amor Liberta:

(Nando Reis)

Com a indefectível assinatura do cantor e compositor Nando Reis, parceiro costumaz dos mineiros, “Só o Amor Liberta” é balada certeira de ‘amor e reconquista’. Com perfumes de Roberto e Raul, e citações poéticas de Criolo e Luiz Melodia, faixa embarca o ouvinte em uma ‘cruel’ jornada entre o perdão e a loucura.

09. Suite Number 5 (interlude):

(Márcio Buzelin)

Produzida por Márcio Buzelin, “Suite Number 5” é elegante e misteriosa, e chega para encerrar ‘temporariamente’ a viagem sonora de “Volume 1”, enquanto aguardamos a chegada do “Volume 2”. Quem aí está curioso?!…


FICHA TÉCNICA:

. Produzido por Rick Bonadio

. Gravado entre janeiro e agosto de 2023 nos estúdios Midas (SP) e Minério de Ferro (BH).

. Mixagem e masterização.: Rick Bonadio

. Mixagem em Dolby Atmos.: Rick Bonadio

. Faixas 2, 3 e 4 co-produzidas por Paul Ralphes.

. Faixa 6, pré-produzida por Cris Simões (Pacific Studio)

. Arte de Capa.: Carlos Fides

. Fotos.: Weber Pádua / Mauricio Nahas

Comments


bottom of page