Kleber Benigno leva vivência percussiva à APAE

A vasta pesquisa sobre os ritmos amazônicos e suas transversalidades com os ritmos e tambores africanos do Trio Manari se transformou em ferramenta também para a arte educação. Nesta quarta-feira, 17, o músico Kleber Benigno, um dos integrantes do grupo, vai realizar uma Vivência Percussiva com alunos do Centro de Atendimento Educacional Especializado da APAE Belém. A iniciativa faz parte das contrapartidas do projeto “Ritmos e Tambores da Amazônia”, selecionado pelo edital de Música da Secult, via lei Aldir Blanc, e que será lançado até dezembro. Kleber Benigno ou simplesmente Paturi, como é chamado pelos amigos, iniciou sua carreira na música nos anos 1990, como roadie e percussionista do grupo Mosaico de Ravena. Na época ele já estava no Conservatório Carlos Gomes, onde estudou percussão erudita. Tocou em diversos outros grupos, até integrar o projeto Percussão Brasil e assim conhecer Márcio Jardim e Nazaco Gomes, com os quais formou no início dos anos 2000, o Trio Manari.


O projeto "Ritmos e Tambores da Amazônia"reuniu novamente o trio e consiste em uma série de quatro vídeos com aulas sobre os ritmos e os tambores do samba de caceta, carimbo e marabaixo, além de um mini documentário sobre a trajetória e a pesquisa desenvolvida pelo Trio Manari ao longo de 20 anos. As gravações das vídeo aulas e das entrevistas foram feitas no primeiro semestre, no Teatro do SESI. O Manari tem 20 anos de pesquisa e difusão da música amazônica, focada na questão instrumental percussiva e pesquisa da "orquestra" de sons que a floresta produz, mas ao mesmo tempo foi em busca de identidade própria. Com instrumentos exclusivos da Amazônia, mais especificamente os tambores, como o curimbó, feito de madeira rústica e de couro de boi, o grupo extraiu novas batidas. É com essa experiência que Kleber pretende ganhar a atenção da turma nesta quarta-feira, 17. “Enquanto aguardamos o lançamento já estamos semeando a essência do projeto em ações de contrapartida ao edital. Vai ser uma honra voltar a APAE para realizar essa vivência. Por mais de um ano estive professor nesta instituição”, conclui Paturi.

Serviço Vivência de Ritmos e Tambores da Amazônia, com Kleber Benigno. No Centro de Atendimento Educacional Especializado da APAE Belém. A iniciativa integra o projeto “Ritmos e Tambores da Amazônia”, selecionado pelo edital de Música da Secult, via lei Aldir Blanc, e que será lançado até dezembro. Mais informações: (91) 98134.7719.

Posts Em Destaque
Posts Recentes