Maestro Matheus Avlis rege a OSTP em um concerto no Theatro da Paz


Dois compositores russos se encontram no palco do Theatro da Paz nesta quinta-feira (13), às

20h, em mais um concerto da temporada 2022 da nossa Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz

(OSTP). Sob o comando do maestro Matheus Avlis, a OSTP interpretará Serguei Prokofiev e

Tchaikovsky e os maiores sucessos da música composta para a dança clássica. A iniciativa é do

Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Theatro da Paz e

Academia Paraense de Música (APM).

Matheus Avlis é compositor e maestro assistente da OSTP e já esteve à frente da OSTP por

diversas vezes e para ele reger um concerto é transformar em som as notas que estão

impressas no papel da partitura. “É muito prazeroso fazer isto ao lado de artistas tão

talentosos como são os músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz. Os ensaios são

momentos de busca pela beleza dos sons e o concerto é sempre um momento de celebração,

para nós músicos e para o público também”, explicou Avlis.

O programa apresenta música de balés russos. A Rússia é um país com grande tradição no

balé, contando com renomadas escolas de balé, como o Balé Bolshoi, e apresentações de balé

diárias. A ideia deste programa é apresentar os maiores sucessos da música composta para a

dança clássica.



O repertório desse concerto inclui música do balé ‘O Quebra-nozes’ e do balé ‘O Lago dos

Cisnes’, de Tchaikovsky, e ainda do balé ‘Romeu e Julieta’, de Prokofiev. A música do balé

Romeu e Julieta do compositor russo Serguei Prokofiev é moderna, cômica e um pouco irônica,

marcas bem características da obra desse compositor que viveu no período das guerras

mundiais e do regime soviético na primeira metade do século 20. Já a música dos balés de

Tchaikovsky, ‘Quebra-nozes’ e ‘Lago dos Cisnes’ é romântica, repleta de belas melodias e

muito expressiva, como manda a tradição da música romântica da segunda metade do século

19.

Para o maestro Matheus, o público pode esperar músicas vibrantes, repletas de belas

melodias. “Na obra final haverá uma surpresa para o público: a participação de um artista de

dança contemporânea que propõe uma interpretação nova e questionadora do balé ‘O Lago

dos Cisnes’”, finalizou.




Matheus Avlis

Matheus Avlis de Sousa é compositor e maestro assistente da Orquestra Sinfônica do Theatro

da Paz (OSTP). Natural de Brasília, foi fundador e diretor artístico da ‘Orquestra para a Jovem

Brasília’, regente e preparador vocal do ensemble ‘Da Capo - Coro e Orquestra de Câmara’,

além de atuar como diretor executivo e compositor chefe do ‘Post Jam - Escritório de

Produção Musical e Áudio’. Laureado pela Academia Claude Brendel 2019 na categoria

“Regente de Orquestra Destaque” dentre 27 regentes brasileiros, foi premiado com bolsa de

estudos em Direção de Orquestra no Conservatório de Rouen, na França.

Tendo formação em piano e canto erudito pela Escola de Música de Brasília, cursou

composição e regência pelo Departamento de Música da Universidade de Brasília. Foi

orientado por maestros como John Axelrod (EUA), Jordi Mora (Espanha), Claude Brendel

(França), Vinicius Kattah (Áustria), Osvaldo Ferreira (Portugal), Roberto Tibiriçá, Miguel

Campos Neto e Carlos Moreno (Brasil). Atuou ainda como diretor musical, preparador vocal

e/ou compositor em produções como: Boca Seca (teatro-dança); Medeia (teatro); A Floresta

Que Se Vinga (longa-metragem); Lá – Viver em quadrados (teatro-dança); Eu vou tirar você


deste lugar – As canções de Odair José (teatro-musical), dentre outros. Matheus Avlis de Sousa

é diretor artístico e apresentador da série em 10 episódios ‘Ópera na Cidade’, financiada pela

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. Em julho de 2022 foi o primeiro

maestro latino-americano a participar do Encontro Internacional de Regentes em Bucareste

(Romênia) ao lado de maestros de várias partes do mundo; tendo ainda, nesta ocasião, dirigido

a Orquestra Sinfônica de Bucareste.



Programa

QUEBRA-NOZES & LAGO DOS CISNES

SERGEI PROKOFIEV (1891-1953)

Balé “Romeu e Julieta”, Op. 64 [Seleção]

I. Chegada dos Convidados [1º Ato, N. 11]

II. Máscaras [1º Ato, N. 12]

III. Dança dos Cavaleiros [1º Ato, N. 13]

P. I. TCHAIKOVSKY (1840-1993)

Suíte “O Quebra-Nozes”, Op. 71a

I. Abertura em Miniatura

II. Marcha

III. Dança da Fada Açucarada

IV. Dança Russa. Trépak

V. Dança Árabe

VI. Dança Chinesa

VII. Valsa das Flores

- INTERVALO -

P. I. TCHAIKOVSKY (1840-1993)

Balé “O Lago dos Cisnes”, Op. 20 [Seleção]

I. Cena [2º Ato, N. 10]

II. Valsa [1º Ato, N. 2]

III. Danças de Cisnes [2º Ato, N. 13, Var. 4]

IV. Dança Húngara. Czardas [3º Ato, N. 20]

V. Dança dos Pequenos Cisnes [4º Ato, N. 27]

VI. Cena Final [4º Ato, N. 29]


Serviço:

Concerto da OSTP sob a regência de Matheus Avlis

Data: 13 de outubro, às 20h

Local: Theatro da Paz

Os ingressos estarão disponíveis para retirada no dia do concerto, a partir das 9h, na bilheteria

digital e na bilheteria do Theatro da Paz partir das 18h. Ingressos gratuitos (2 ingressos por

CPF).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square