top of page

Nova exposição de pinturas de Dina Oliveira é aberta em Belém

Apresentando cerca de 30 pinturas, entre obras inéditas e antigas, Dina Oliveira abre ao público a exposição individual Visada nesta sexta-feira, 29, no Espaço Cultural Silveira Athias, em Belém. A partir de um ponto de vista amazônico, a pintora e desenhista traz em suas obras as cores, paisagens, detalhes e texturas inspiradas em cenários como rios, praias, florestas e manifestações culturais do norte brasileiro, especialmente das regiões de Belém e do Baixo Amazonas.

A exposição, que é a primeira individual da artista em 10 anos, contém parte de suas obras expostas em 2012 em Bolonha, na Itália, em um evento artístico que contou com o patrocínio da Alubar. Além disso, a coleção tem quadros que chegam ao público pela primeira vez. Dina Oliveira relata que o contraste dos trabalhos antigos e novos é intencional, assim como o título dúbio da mostra. “Eu acho que essa exposição é lírica até, porque nela eu vejo a Amazônia afetivamente, não consigo ver essa Amazônia de verdade, com tantas mazelas e tantos descuidos. Vejo o lado emocional e quase que o desejo de salvação. Chama-se ‘Visada’ porque tem a ver com a minha observação e memória afetiva, mas a gente sabe que essa terra também é visada pela sua imensidão, que tem muita riqueza, mas também tem muita injustiça social”, explica.



Ao mesmo tempo em que algumas obras mostram paisagens figurativas e reconhecíveis, outras são mais abstratas para mostrar elementos como a folia, a umidade e o verde. A relação entre essas obras, segundo a pintora, é de contraste entre o cenário completo e panorâmico, retratado em telas menores, e o detalhe desses cenários, visto de perto em telas maiores. Dina Oliveira diz estar animada para receber a reação do público de Belém a essas obras, a partir da exposição Visada. “Eu acho que o trabalho só se completa quando o outro vê, né? A gente faz um caminho de produção, depois de crítica, análise do trabalho e depois leva a público. É esse público que devolve a energia gasta, é um ciclo alimentador. É o que eu ganho no final, a expressão das pessoas sobre o trabalho em si”, relata a pintora.



Filha de pai obidense, a artista mora atualmente em Belém, onde também trabalha como professora universitária. Para ela, que sempre pintou em casa, o contato com a nova geração inspira a viver o tempo atual e não ficar presa ao passado. “Eu acho que ser professor da universidade é um negócio revigorante. A gente convive com um público muito diverso e inovador. Sempre gosto de pensar que o nosso tempo é hoje. Então, a gente aprende muito com o novo tempo e os novos alunos que a cada ano chegam”, destaca Dina Oliveira.

Espaço cultural

O advogado Thiago Lima, que também assina a curadoria das exposições no Espaço Cultural Silveira Athias, conta que esta já é a sexta mostra artística da galeria, sempre valorizando o talento dos artistas visuais do Pará. Nomes como Keyla Sobral, Geraldo Teixeira, Simões, Igor Oliveira, Kambo, Yuri Dahas e Tadeu Lobato já tiveram seus trabalhos expostos ao público nos últimos dois anos, tempo em que o espaço existe.

“Continuando o nosso ciclo de exposições, temos a honra de receber o imenso talento da artista Dina Oliveira, que volta depois de 10 anos com uma exposição individual em nossa cidade. Quem vier, com certeza vai se deleitar com essa explosão cromática que a artista celebra, em um apanhado de toda a sua carreira”, destaca Thiago Lima.



“Para mim é um grande prazer estar aqui no Espaço Cultural do Silveira Athias, pelo trabalho que eles têm feito ao longo do tempo de valorização dos artistas locais. Eu acho que, em Belém, estava faltando exatamente isso, essa parceria da iniciativa privada com as categorias para realizar projetos de modo geral, sejam culturais ou sociais. O Silveira Athias é exemplar nesse movimento de abrir espaço para projetos que não são da advocacia, mas são uma forma de retorno à sociedade”, ressaltou Dina Oliveira.

Serviço

Exposição “Visada”, de Dina Oliveira

Vernissage para convidados: 28/09, às 18h.

Visitação aberta ao público: de 29/09 a 01/11, das 9h às 17h, mediante agendamento.

Local: Espaço Cultural Silveira Athias. Av. Alcindo Cacela, 1858 - Nazaré, Belém. Entre as avenidas Magalhães Barata e Gentil Bittencourt.

Comentarios


bottom of page