top of page

Obras do escritor paraense Eimar Tavares serão lançadas em livro editado por filhos e netos


No próximo dia 1º de dezembro, será o lançamento, em Belém, do livro “Eimar Tavares - Antologia Poética e Poetas da Belém Nova”, uma junção de poemas escritos e publicados entre as décadas de 60 e 80 em jornais da capital e a compilação de poemas divulgados na revista Belém Nova, do laborioso escritor Eimar Tavares.

O lançamento deste livro só será possível graças à determinação de alguns filhos e netos de Eimar que, há quase uma década, conseguiram reunir e catalogar mais de uma centena de textos (em prosa e em verso) deixados pelo poeta. O objetivo é dar luz sobre o legado intelectual de Eimar, que segue oculto na memória e na cultura do estado.

Eimar Tavares nasceu no município de Bragança (PA) em 1909, aos nove anos foi para o internato do Instituto Lauro Sodré, na capital, onde anos mais tarde concluiu o curso de Tipografia.

Eimar aposentou-se como funcionário da Prefeitura de Belém onde assumiu cargos de destaque como o de Secretário Municipal de Finanças, concomitantemente à vida burocrática, viveu a boemia e construiu um arcabouço cultural ao lado dos amigos Rodrigues Pinagé, Bruno de Menezes, De Campos Ribeiro, Rui Barata e outros.




“Eimar Tavares - Antologia Poética e Poetas da Belém Nova” é composto por três livretos datilografados e confeccionados artesanalmente: Versos Vadios, Um Assobio no Escuro e Miniantologia Poetas da Belém Nova.

“Versos Vadios” mostra um Eimar construtor de sonetos rigorosamente metrificados, contudo sua produção é inovadora à medida que seus versos expressam um olhar crítico sobre a sociedade por meio de uma ironia fina e burlesca.

“Um Assobio no Escuro” apresenta um Eimar que se “antena” à modernidade literária ao se apropriar dos versos livres e se deixar levar por temas como o cotidiano e a cultura popular.

Em “Miniantologia Poetas da Belém Nova” revela Eimar como um dedicado pesquisador de “relíquias literárias” ao trazer à tona poetas que tiveram textos publicados na Revista Belém Nova entre os anos de 1922 e 1923.

Eimar Tavares foi poeta, cronista, crítico literário, pesquisador e teve colunas literárias nos jornais O Liberal, A Província do Pará e PQP.

O livro foi organizado pelos netos de Eimar: Claudio Barros - ator, produtor e diretor paraense; e Fernanda Paula Tavares - professora, especialista em Literatura e mestra em Educação.


Ficha técnica:

Produção Executiva: ATMA - TEATRO E CINEMA

Organizadores: Claudio Barros e Fernanda Paula Tavares.

Colaboradores: Constantino Tavares e Kátia Rocha.

Marketing: Alexandra Tavares.


Serviço:

Lançamento do livro “Eimar Tavares - Antologia Poética e Poetas da Belém Nova”

Data: 01/12/2023

Hora: 18h30

Local: ICA UFPA - Av. Presidente Vargas, s/n.

Aberto ao público.


コメント


bottom of page