top of page

Páscoa 2024: volume de vendas deve crescer até 15%


A movimentação da economia por conta da Páscoa 2024 já começou. De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) o crescimento neste ano será de até 15% em comparação ao ano passado e este número deve ser alavancado principalmente pelo consumo de bebidas e alimentos, como o bacalhau.


Corte do bacalhau em Belém


O bacalhau, que é um dos produtos mais tradicionais nas mesas das famílias durante a Páscoa, ganha destaque nesse período nos estabelecimentos comerciais, como é o caso do restaurante Engenho Dedé, onde os clientes, além de terem a oportunidade de experimentarem pratos clássicos de bacalhau, também podem comprar as postas para o preparo em casa.



Como evento fixo do grupo Dedé no período,o chef Dedé Parente realiza o corte do bacalhau, que é tradição em Manaus e, pela primeira vez, será realizado no restaurante de Belém, nesta quarta-feira, 6, às 15h.


“O bacalhau é um carro-chefe do restaurante, então aproveitamos a data para destacar ainda mais o nosso produto. O nosso bacalhau é o Gadus Morhua, o melhor do mercado. E, no evento do corte, separamos os lombos com a presença dos nossos clientes. É algo que chama muita atenção e ajuda a aumentar as vendas”, destaca o chef Dedé Parente.


Ele também pontua sobre a expectativa geral para a Páscoa 2024. Segundo o chef, o restaurante deve ter uma programação especial para atrair ainda mais os clientes durante o mês.


“Esse período pré-Páscoa aumenta as vendas no nosso empório e de produtos como o bacalhau e o vinho. Além disso, trabalhamos para movimentar o salão. Devemos ter música ao vivo, decoração especial e promoções nas próximas semanas”, finaliza o chef Dedé.

Comentarios


bottom of page