top of page

Regina Casé comanda a 31ª edição do Prêmio da Música Brasileira no Theatro Municipal do Rio

Um dos eventos mais aguardados do calendário cultural brasileiro, o Prêmio da Música Brasileira (PMB), chega à sua 31ª edição com uma novidade especial: a atriz e apresentadora Regina Casé será a mestre de cerimônias. A premiação, que acontecerá no dia 12 de junho no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, promete uma noite inesquecível com uma homenagem à vida e obra de Tim Maia. É a primeira vez que o PMB terá uma apresentadora única, em um novo formato inspirado em programa de auditório, com bailarinos. 


Foto :João Miguel Junior / TV Globo


Sob a direção de José Maurício Machline, a cerimônia deste ano vai celebrar o vasto legado de Tim Maia, apresentando números musicais exclusivos que exploram seu rico repertório, com encontros inéditos de grandes nomes da música brasileira. Artistas de diferentes gerações, gêneros musicais e regiões do país subirão ao palco para honrar o síndico da música brasileira, cuja influência transcende gerações. 

Para além da excelência musical, o 31º terá cenografia assinada por Gringo Cardia, prometendo mergulhar o público no universo de Tim Maia, em uma experiência estética memorável.A edição deste ano do PMB reforça uma das marcas registradas da premiação: o histórico de diversidade entre gêneros e artistas indicados. Com representantes de 18 estados, as 32 categorias do prêmio refletem a riqueza e a pluralidade da música produzida no Brasil ao longo do último ano. A lista completa de indicados será revelada no dia 13 de maio. 

O Prêmio da Música Brasileira, que em sua primeira edição, em 1987, homenageou Vinicius de Moraes, segue a tradição de celebrar artistas icônicos, sempre alternando entre um ano dedicado a um artista vivo, e outro para quem já deixou seu legado para a música. O PMB já foi dedicado a nomes como Gilberto Gil, Milton Nascimento e Maria Bethânia. O 31º ano do Prêmio traz não apenas merecida homenagem a um gigante da nossa música, mas reconhece o talento contemporâneo e reafirma seu compromisso de, ao mesmo tempo, preservar o legado e dar luz ao que há de novo na música brasileira.

Commentaires


bottom of page