Revista Exame destaca vendedor de canetas de Belém que se tornou milionário aos 26 anos

Quando pensa em jovens milionários, muita gente logo associa o patrimônio a uma herança ou ao nascimento em uma família abastada. Entretanto, o empreendedorismo e o trabalho duro podem transformar jovens da periferia, filhos de famílias humildes, em milionários.

É o caso do jovem Douglas Ferreira, nascido na periferia de Belém, e que conseguiu alcançar seu primeiro milhão aos 26 anos de idade graças as empresas que ele mesmo criou.

"Quando era uma criança e me perguntavam "o que quer ser quando crescer", eu sempre respondia "empresário", deixando os adultos surpreendidos", explica Douglas.

E foi isso que se tornou: um "empresário serial", fundando uma série de atividades econômicas de sucesso.


Família humilde, mas vontade de empreender

Filho uma mãe dona de casa e de um pai ausente, ele foi aluno de escola pública durante toda a infância. Aos 10 anos começou a vender canetas, e esse foi o primeiro passo no mundo do empreendedorismo. Aos 14 anos, ingressou no mercado de trabalho como aprendiz numa empresa de transporte. O contrato era apenas de dois anos, mas ele fez um trabalho tão bom que foi contratado para mais dois. Mas mesmo trabalhando como aprendiz, Douglas nunca abandonou as vendas. "Sempre fui apaixonado por empreendedorismo, desde cedo, isso está em minhas veias", diz Douglas. Aos 15 anos, foi um dos 3 alunos aprovados para uma bolsa de 70% em um colégio particular. E o restante da mensalidade ele pagou com seu próprio salário. Até os 19 anos ele vendeu roupas, bijuterias, cordões, anéis, sapatos e pulseiras. Aos 20 anos começou a cursar administração de empresas, mas logo percebeu que o curso não era para ele.Decidiu abandonar a faculdade e dedicar-se 100% ao próprio negócio.


Foco no negócio Fundou a DermoSec, uma marca de dermocosméticos vendidos em seu e-commerce e em marketplaces. "A DermoSec é mais do que uma marca de cosméticos. Ela devolve autoestima e confiança para meus clientes. Foram mais de 200 mil vidas transformadas com esses produtos", diz Douglas. O jovem empresário já está exportando os produtos para fora do Brasil, e expande a marca com novos produtos da linha. Mas além da DermoSec ele começou a fundar uma série de outras empresas, que faturam cerca de R$ 20 milhões por ano. Hoje, aos 26 anos, está se focando no mercado digital, pois acredita que "essa é a nova fronteira dos negócios".


Segundo Douglas no Brasil "as pessoas ainda tem um certo preconceito com a questão da idade dos empresários, mas eu acabei com esse problema quando comecei a mostrar resultados extraordinários". Para os jovens, o conselho é um só: "aprenda a vender, pois a venda é o pilar principal de qualquer empresa. Se a empresa não vende ela simplesmente quebra".


A reportagem é de Paulo Cautti/Revista Exame

Fotos: Reprodução/Instagram


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square