Taís Araujo estrela edição de setembro da revista Cidade Jardim

Atriz talentosa, com uma trajetória ímpar, e popularíssima, Taís Araujo estrela a capa e o recheio da edição de setembro da revista Cidade Jardim. Nova embaixadora do Shopping Cidade Jardim, Taís aparece num ensaio de perfume anos 70, em que encarna uma diva da vida real, acompanhado de uma bela entrevista conduzida pela filósofa Djamila Ribeiro.


Na pauta do papo entre as duas, os novos significados de maternidade, representatividade, redes sociais, desafios em meio à pandemia, e sonhos ainda a serem realizados, como o de oferecer aos filhos uma experiência de morar fora do Brasil.



Taís, que se formou em jornalismo, ainda fala do receio de escrever um livro seu e também da vontade de empreender e de oferecer mentoria a atrizes. "Posso construir pontes. Pontes de mulheres com produtoras, narrativas, marcas. Sei juntar pessoas, e isso é algo que tenho muito prazer em fazer", revela.


Com 276 páginas, a edição #57 da revista Cidade Jardim tem distribuição gratuita nos shoppings do grupo JHSF em São Paulo (Cidade Jardim e Shops Jardins) e está disponível em versão digital para download no CJ Fashion.


Confira abaixo, uma seleção de aspas da entrevista de Taís Araujo a Djamila Ribeiro, assim como os créditos do ensaio que ilustra o texto.


Fotos PEDRO NAPOLINÁRIO

Edição de moda MAIKA MANO


MATERNIDADE


"A maternidade só é transformadora quando você permite se transformar. Filho é uma caixinha de surpresas. A premissa é entender, e não conseguimos entender de cara, que esse ser humano não é você. Isso é muito difícil de aceitar, porque o nosso desejo, no fundo, são repetições de nós mesmas. Porque a gente se acha (risos)."


"Existem coisas da educação que a minha mãe me deu que são primorosas; outras, eu não quero repetir. É importante entender o momento de repetir o que foi feito porque é o que você acredita, o que você comunga. Assim como acho bonito entender que determinados valores não cabem mais."


TRABALHO x FAMÍLIA


"Eu me culpo porque acho que não preciso fazer comigo o que tenho feito todos esses anos. Se o equilíbrio vai ser bom para a minha carreira, o que dirá para a minha família. Saber equalizar as coisas é um segredo, mas eu preciso desvendá-lo."


ESCRITORA?


"Tenho muito receio, não sei se sei fazer isso. Recebi convites de algumas editoras, alguns com insistência. Não sei se fico intimidada pelo livro do Lázaro ter sido tão bem-sucedido, um livro incrível, lapidado ao longo de dez anos. Passam várias besteiras pela minha cabeça, poderia esconder isso aqui, mas passam."


COBRANÇAS COMO MULHER NEGRA


"A internet cobra que a gente sempre se posicione - e eu não estou a fim de me posicionar sobre tudo. Primeiro, porque eu não sei me posicionar sobre tudo, inclusive existem pessoas que falam muito melhor que eu sobre muitos assuntos. E tem coisas sobre as quais já me posicionei e não preciso abordar de novo."

Posts Em Destaque
Posts Recentes